Pela Internet

Você pode ouvir o programa Cena Jazz pela Internet no endereço http://www.rtve.pr.gov.br/modules/programacao/radiofm_ao_vivo

segunda-feira, 3 de outubro de 2011

Tributo a Miles Davis

Há vinte anos, no dia 28 de setembro, morreu Miles Davis, um dos maiores nomes da história do jazz. O trompetista estadunidense foi um dos músicos mais influentes do século XX. Sua personalidade inquieta o colocou na liderança de praticamente todos os movimentos que envolveram o jazz e suas fronteiras durante 50 anos. Os ecos de sua arte ainda hoje influenciam músicos e encantam ouvintes do mundo todo.

Miles nos anos 50

Durante esta semana o programa Cena Jazz prestará tributo a essa grande personalidade da música popular do século passado. Nas edições de segunda, quarta e sexta-feira você ouvirá um pouco das histórias e muita música numa grande retrospectiva da carreira do grande Miles Dewey Davis Jr.

No programa de 2ª apresentaremos o início da carreira de Miles como compositor e líder de seus próprios grupos. Mostraremos o álbum The Birth of the Cool que lançou as sementes para o Cool Jazz (também chamado West Coast Jazz) e que iria influenciar até a criação da Bossa Nova. Também receberá destaque o trabalho com seu primeiro grande quinteto e que ajudaria a consolidar uma outra corrente do jazz, o chamado Hard Bop.

No programa de quarta-feira apresentaremos a linha mais evoluída do Hard Bop onde se destaca a segunda formação de seu quinteto – John Coltrane, Bill Evans, Philly Joe Jones, Paul Chambers – e que nos brindou com álbuns extraordinários como o Kind of Blue (o disco de jazz mais vendido da história) e Seven Steps from Heaven, entre tantos outros. Nesta fase se destacam ainda sua parceria com o maestro Gil Evans, seus flertes com a música brasileira (que renderiam inclusive acusações de plágio), e a formação de seu terceiro e último grande quinteto que reuniria Wayne Shorter, Herbie Hancock, Ron Carter e Tony Willians.

Encerrando a semana, na sexta-feira apresentaremos alguma coisa do seu namoro com o free jazz, o mergulho no jazz eletrônico que iria lançar as raízes para o chamado fusion e as experimentações dos anos 80 onde praticamente todas as possibilidades de fusão do jazz com outras linguagens foram experimentadas. De Cindy Lauper ao hip hop, nada escapou do radar desse grande camaleão da arte do século XX, Miles Davis.

Na capa do disco Tutu, de 1986
O Cena Jazz vai ao ar todas segundas, quartas e sexta-feiras às 22 horas na eParaná – 97,1 FM. Produção e apresentação Maurício Cruz.

Um comentário:

  1. Grande pedida, o talento de Miles era incomensurável! Abs. Ricardo Mainieri

    ResponderExcluir